notícias

Perfeccionismo e ansiedade:
Entenda a relação

Por Camila Bonatti - Notícias Concursos

A relação entre perfeccionismo e ansiedade é bem expressiva. Basta uma análise rápida para que possamos compreender o porquê que muitas pessoas têm sofrido de ansiedade ao aderirem a uma personalidade mais perfeccionista.

Porém, se você ainda quer saber um pouco mais sobre esse ponto de vista e, quem sabe, lidar com o perfeccionismo de um modo mais equilibrado, veja as nossas considerações ao longo deste conteúdo!

Qual a relação entre perfeccionismo e ansiedade?

Perfeccionismo e ansiedade podem andar lado a lado na vida de muitas pessoas. Porém, aqui vale uma adendo: nem todo ansioso é perfeccionista, mas grande parte dos perfeccionistas podem sim ser ansiosos. De toda forma, é importante frisar que cada caso sempre será um caso.

Partindo disso, entenda alguns cruzamentos que existem entre perfeccionismo e ansiedade:

1- O constante foco no futuro e nos resultados

O perfeccionista está sempre pensando no resultado e no futuro. Ele quer entregar algo extremamente incrível para um cliente ou chefe. Assim, busca constantemente pensar em estratégias que tornem o futuro o mais perfeito possível.
 

Esse constante foco no que está por vir pode colocar o presente em segundo plano, aumentando a incidência de crises de ansiedade.

2- Os atrasos por adiamento

O perfeccionista também pode ter o costume de adiar as suas coisas. Isso porque ele está sempre querendo um tempo a mais para pôr em prática uma nova estratégia, que garanta mais perfeição no resultado.

Só que esse ato de adiar e adiar pode fazer com que o sujeito se sinta ansioso: parece que aquela tarefa nunca acaba e que sempre há algo a mais para ser feito, o que causa sensação de improdutividade, de falta de foco e até mesmo de resultado ruim.

E ainda: o medo de entregar algo “ruim e imperfeito” também cabe nesses adiamentos, gerando ainda mais ansiedade.

3- A busca por um resultado ideal – e inalcançável

Tentar conquistar um resultado irreal é extremamente cansativo. A pessoa começa a se sentir cada vez mais ansiosa, uma vez que nunca “chega lá”.

É como fazer uma viagem a pé, sem saber o destino que se quer chegar. Você continua caminhando, caminhando, se cansando, e sentindo-se extremamente cansado e ansioso para “o fim da jornada”. Só que esse fim nunca chega, porque parece que sempre há algo a mais para fazer primeiro.

4- A sensação de fracasso diante do imperfeito e o medo de repetir isso

Depois de muita luta, a relação entre perfeccionismo e ansiedade também aparecem a partir do momento em que o indivíduo deve aceitar que chegou o momento de entregar o trabalho. Aqui, a sensação de imperfeição e fracasso é grande.

Afinal, depois de tanto trabalho para acabar o serviço, ainda há a sensação de que poderia ter sido melhor. Isso gera ansiedade para o recebimento do feedback, por exemplo.

Não existe perfeição na humanidade

Se você tem sofrido por conta da relação entre perfeccionismo e ansiedade, lembre-se de que neste mundo não existe perfeição. Sempre podemos melhorar, mas isso não quer dizer que devemos nos achar inferiores por termos falhas. Precisamos aceitar nossos limites e pontos fracos, respeitando-nos!

Fonte: Notícias Concursos